Cartão de crédito: 4 Formas de pedir cartão de crédito com baixas taxas

Atualmente, o dinheiro em papel e o cheque estão entrando em desuso como forma de pagamento. Em contrapartida, a utilização do cartão de crédito vem crescendo de forma impressionante ano após ano.

A criação do cartão de crédito foi pensada em ser um defensor do orçamento pessoal, isso devido aos seus prazos e possibilidade de parcelamento, porém, ele passou a ser para muitas pessoas um inimigo, isso, porque, muitas vezes pelas taxas, anuidades e juros fora do controle.

As taxas e as anuidades, normalmente, não são lembradas no momento que uma pessoa está contratando e solicitando um cartão de crédito, elas são lembradas apenas no momento do pagamento das faturas, e aí já é um pouco tarde. Porém, esse tipo de problema pode ser evitado ou amenizado, dependendo da forma que é feita a contratação.

Formas de solicitar cartão de crédito com baixas taxas

Quando você for contratar o seu cartão de crédito, existem algumas atitudes quer você pode tomar para conseguir baixar as taxas e anuidades cobradas. Listamos algumas delas, veja abaixo:

1.      Antes de encerrar a negociação compare cartões de diversos bancos:

Faça uma simulação dos cartões oferecidos pelo seu banco e pelas outras instituições financeiras e compare as taxas e serviços oferecidos.

2.      Opte por cartão de crédito que jamais cobre anuidade ou negocie esse valor:

Existem no mercado alguns cartões que não cobram anuidade, dê prioridade para eles.

3.      Cuidado com taxas extras:

Alguns cartões não cobram taxas de juros e anuidade, porém, cobram outras taxas, como de saque, parcelamento de divididas e de serviço. Tais taxas podem sair mais caras do que a anuidade de outro cartão de crédito.

4.      Pesquise as opiniões de pessoas que já possuam o cartão de crédito:

Não existe forma melhor de mensurar um serviço do que a avaliação de quem já o possui, então, procure alguém que já tenha aquele cartão e peça sua avaliação.

Hyundai HB20: Como ver os valores na Tabela fipe

O que é a Tabela FIPE?

FIPE trata-se da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas. Esta instituição presta diversos serviços, tanto ao governo quanto a instituições privadas, e o seu mais famoso produto é a famosa Tabela FIPE, oficialmente chamada de Preço Médio de Veículos. Apesar de ainda gerar dúvidas sobre como ela é desenvolvida, ela é uma média dos valores dos veículos vendidos no país, descartando se valores muito acima ou muito abaixo da da média.

Ela trata-se, segundo os pesquisadores que a desenvolvem, apenas de um índice de referência, que pode ou não ser seguido e naturalmente sofre de variações para cima e para baixo, dependendo de margens de lucro e estado do veículo. No entanto, continua sendo a mais famosa e utilizada referência para determinação do preço de um veículo.

Tabela FIPE: Hyundai HB20

O Hyundai HB20 é um dos carros mais vendidos de sua categoria, tendo diversas opções que variam do HB20 1.0 Comfort até o HB20X 1.6 Premium automático, com diferentes preços.

Para consultar o valor do Hyundai HB20 na Tabela FIPE, são 7 passos muito simples:

  • Acessar o site Tabela Fipe Hyundai HB20
  • No canto esquerdo superior, logo abaixo do logo, clique em Índices e Indicadores.
  • Agora, no final desta nova página, clique em Preço Médio de Veículos.
  • Nesta seção, selecione Consulta de Carros e Utilitários Pequenos.
  • Na opção Pesquisa Comum, coloque o mês no qual você deseja saber o preço.
  • Vão surgir dois campos. No primeiro, selecione Hyundai. No segundo, escolha o modelo que você deseja e o ano do modelo que você deseja.
  • Clique em Pesquisar.

Pronto! Assim você terá todas as informações que a Tabela Fipe Hyundai HB20 pode te passar sobre o Hyundai HB20 que deseja. Com elas, você pode comparar preços de modelos e anos e chegar a uma decisão sobre o que deseja.

Mas não se esqueça: a Tabela Fipe Hyundai HB20 é apenas um indicador de referência para o preço do Hyundai HB20. Apesar disso, com certeza será uma ótima opção para sua tomada de decisão.

Contratar seguro automóvel: 4 Dicas na hora de contratar

Você que deseja contratar seguro automóvel, deve prestar atenção a alguns detalhes. Além da pesquisa e simulação, ainda tem outras dicas que você deve seguir.

Se você não sabe exatamente quais dicas seguir na hora de contratar seguro automóvel, continue a leitura e descubra. Você vai gostar.

Dicas na hora de contratar um seguro automóvel

Essas dicas são simples e talvez até você conheça parte delas. Mas é sempre bom relembrá-las, não é? Veja só:

Certifique-se que o corretor de seguros conhece você e suas necessidades

O corretor precisa conhecer você e suas necessidades. Só assim ele poderá lhe oferecer as melhores opções de seguros para você.

Por isso, não se espante se ele lhe fizer um monte de perguntas sobre você, sua moradia, seu carro, entre outros. Responda as perguntas de maneira sincera, assim você não terá complicações depois.

Não abra mão das coberturas fundamentais

Seu carro deve ser coberto contra perda e roubo, bem como contra acidentes e incêndios. Além disso, não abra mão da cobertura contra terceiros. Essa cobertura serve para a eventualidade de você causar o acidente a alguém.

Lembre-se de que a seguradora pode rejeitar a proposta

Não é um acontecimento comum, mas é possível acontecer. Os carros mais prováveis de terem a proposta recusada são aqueles exóticos, caros ou muito antigos.

Por isso, é aconselhável que você faça uma boa pesquisa antes.

Seguro de fábrica

Grande parte das fábricas oferecem o próprio seguro como forma de fidelizar os clientes. A grande vantagem desse tipo de seguro é que você conclui a negociação e já sai com o carro assegurado.

As outras vantagens podem variar de acordo com o seguro.

Com as dicas, contratar um seguro é mais fácil

No entanto, lembre-se de pesquisar e simular os seguros para que você consiga o melhor negócio de acordo com o seu perfil.

Seguro automóvel: 3 Dicas para não errar na hora da contratação

O seguro de automóveis é um dos seguros mais contratados em todo o Brasil. Isso está ligado diretamente ao alto índice de criminalidade e ao fato de o país possuir um dos trânsitos mais violentos de todo mundo.

Muitas pessoas, ainda possuem muitas dúvidas no momento da contratação. E isso é totalmente normal, afinal, existem várias empresas e milhares de opções de coberturas para o seu veículo. São muitos detalhes, que deixam qualquer um confuso

Foi pensando nisso, que você irá conferir nesse artigo, 3 dicas valiosas para você não errar na hora da contratação de um seguro automóvel.

1.    Não minta no momento da contratação.

É fundamental que você não minta no momento de fornecer as informações. A mentira pode ser um fator que influencie diretamente no valor do seguro, porém, caso ocorra algum problema e descubram a sua mentira, o seguro não irá cobrir o seu veículo.

Antes do pagamento de qualquer cobertura, as seguradoras fazem uma análise rigorosa das informações e da situação ocorrida, então, não minta.

2.    Verifique tudo que está incluído na apólice

Para não errar no momento de contratar um seguro, você precisa conhecer toda a apólice. Ao saber quais são os sinistros cobertos pelo seguro, você garante mais segurança e tranquilidade.

3.    Saiba o valor da franquia

Um valor que muitas pessoas esquecem é o valor da franquia. O pagamento da franquia é algo necessário para que a seguradora libere o pagamento solicitado pelo cliente. Você precisa conhecer esse valor antes da contratação.

Existem seguradoras que oferecem opções de franquias reduzidas, assim, o valor do seguro é um pouco mais alto, porém, quando ocorrer algum problema, a sua franquia não será tão cara, o que facilitará sua vida.

Então, seguindo essas 3 dicas, você com toda certeza conseguirá contratar um seguro automóvel sem erro.

Quanto custa um seguro automóvel para UP?

Os apaixonados pelo UP devem fazer anualmente a renovação do seu seguro, para andar tranquilo e sem crise.

Hoje vamos te mostrar as variações que existem nos valores do seguro do UP em diferentes estados. Veja a seguir e não deixe de fazer o seu seguro.

Seguro automóvel para UP

Como muitos já sabem, existem diferentes fatores que influenciam na hora de fechar o valor de seguro do UP. Por exemplo, o valor vai variar dependendo da idade do motorista e também dependendo do ano e modelo do veículo.

Analise logo abaixo a tabela que preparamos com os valores que você vai pagar no seu UP, dependendo do estado em que você mora.

Tabela seguro automóvel para UP

Essa tabela é para seguro automóvel UP modelo 2019 e de vários estados.

Up! Pepper 1.0 TSI l Flex 12V 5p 2019 São Paulo R$ 1.480,00
Up! move 1.0 Total Flex 12V 5p 2019 São Paulo R$ 1.410,00
Up! move 1.0 TSI Total Flex 12V 5p 2019 Santa Catarina R$ 1.050,00
Up! move 1.0 TSI Total Flex 12V 5p 2019 São Paulo R$ 1.060,00
Up!  1.0 TSI Total Flex 12V 5p 2019 Minas Gerais R$ 1.029,00
Up! cross 1.0 TSI Total Flex 12V 5p 2019 Goiás R$ 669,00
Up! move 1.0 TSI Total Flex 12V 5p 2019 Rio Grande do Sul R$ 645,00
Up! move 1.0 TSI Total Flex 12V 5p 2019 Minas Gerais R$ 359,00
Up! cross 1.0 TSI Total Flex 12V 5p 2019 Pernambuco R$ 540,00
Up! cross 1.0 TSI Total Flex 12V 5p 2019 Paraná R$ 520,00
Up! move 1.0 Total Flex 12V 5p 2019 Rio de Janeiro R$ 1.030,00
Up! take 1.0 Total Flex 12V 5p 2019 Distrito Federal R$ 380,00
Up! take 1.0 Total Flex 12V 5p 2019 Distrito Federal R$ 720,00

Rastreador para caminhão: Conheça as vantagens de contratar um rastreador para seu caminhão

Um rastreador para caminhão pode ser sinônimo de tranquilidade e segurança para você e sua empresa, além de diminuir os custos do seu seguro automotivo, confira as vantagens!

Vantagens de contratar um rastreador para caminhão

1.      Localização e recuperação do veículo

Em caso de roubo ou furto, as chances de recuperação do seu carro se aproximam de 100%, já que o rastreador para caminhão, permite acompanhar a movimentação e localização do seu carro em tempo real.

Se o seu carro for roubado e você possui um rastreador é importante comunicar a empresa responsável imediatamente, já que normalmente as empresas não se responsabilizam em casos de roubo se o carro for desmontado.

2.      Seu seguro mais barato e em um único contrato

Se você tiver instalado um rastreador para caminhão, o seu seguro veicular sairá mais barato, já que como o rastreador auxilia na recuperação do carro em caso de furto.

Assim com você poderá ter uma economia de aproximadamente 20% no valor do seu seguro automotivo, e ainda poderá ter os dois serviços, seguro e rastreamento em um único contrato.

3.      Segurança para sua empresa

O rastreador para caminhão é essencial em casos de sequestros, por exemplo, uma vez que em poucos minutos é possível as autoridades localizarem o paradeiro da vítima.

Dependendo do modelo do seu rastreador para caminhão, ele ainda pode contar com um “botão do pânico”, e pode ser acionado em caso de ameaça, ou pode avisar o motorista caso o veículo saia de um perímetro preestabelecido.

4.      Controle de trajetos

O rastreador para caminhão, é útil também para controlar o trajeto de mercadorias em tempo real, ou monitorar os trajetos realizados pelo seu veículo.

Assim é possível verificar o andamento de uma entrega e/ou dos seus familiares em tempo real, o que pode ser relevante para comerciantes e distribuidores.

Afinal, não faltam motivos para que você adquira um rastreador para caminhão, sua segurança patrimonial e da sua família agradecem!

 

Tabela Fipe UOL

Tabela Fipe UOL: Como consultar tabela fipe uol

Para quem está pensando em comprar ou vender um veículo usado ou seminovo, a tabela fipe uol é a melhor ferramenta de preço para se utilizar e não sair no prejuízo.

Sendo embasada por um portal de confiança, o Uol, esta tabela segue os mesmos parâmetros que a disponibilizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, apenas se encontra em outro portal.

Assim, você não precisa se preocupar ao achar que encontrará disparidade de valores com a tabela fipe uol, ela é segura e oferece valores atualizados.

Se você quer saber como utilizar a tabela fipe uol para consultar preços de veículos usados e seminovos, basta continuar acompanhando este texto.

O que é a tabela fipe uol

A tabela fipe uol é como uma cópia da tabela original disponibilizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas.

Criada em 1973, a tabela fipe original tem como intuito mostrar valores médios de automóveis usados e seminovos no mercado brasileiro.

Também, a ferramenta tem como objetivo servir de base para cálculo do IPVA, e cada vez mais compradores e vendedores passam a consultar esta tabela antes de fazer negociações que incluem veículos automotores.

Hoje, a tabela fipe uol é uma das principais referências para lojistas, proprietários de automóveis, seguradoras e muitas outras instituições que trabalham com a venda de veículos.

Como consultar a tabela fipe uol

Consultar a tabela fipe uol é bastante simples, bastando você acessar o site Uol e ir até a   aba “Carros”.

Lá você deverá selecionar a quinta opção, que é a da “Tabela Fipe”, e ao clicar neste link, você será direcionado para uma nova página e poderá preencher os dados do veículo que se deseja pesquisar o valor médio.

Com a tabela fipe uol   aberta você precisa informar o interesse da sua pesquisa, que se divide em:

  • Vender
  • Comprar
  • Apenas pesquisar

Selecionado o motivo da sua pesquisa, você precisará agir informar a categoria do seu veículo que se divide em:

  • Carro
  • Moto
  • Caminhão

Com o tipo de veículo selecionado, agora é hora de fornecer informações mais específicas sobre o veículo, como:

  • Marca
  • Modelo
  • Ano do modelo

Pronto, basta clicar em pesquisar que a tabela fipe uol   fornecerá o valor médio de venda do veículo pesquisado para você.

O processo de busca ocorre semelhantemente na tabela fipe original, então se você já utilizou está, não terá dificuldades em usar a da Uol.

Desvantagens da tabela fipe uol

Uma das principais desvantagens da tabela fipe uol   é que este site não fornece a opção de pesquisar pelo código Fipe, então é preciso sempre saber a marca, o modelo e o ano do veículo que se deseja pesquisar de forma exata.

A pesquisa pelo código FIPE é mais simples, e não possui a necessidade que se informe o nome ou o modelo específico na lista da tabela fipe uol.

Também, outro fator que algumas pessoas reclamam da tabela fipe uol    é quanto ao design, que seria mais complicado quando comparado ao original.

Mas, mesmo com esses pontos negativos, a tabela fipe uol   ainda é bastante útil na hora de pesquisar valores médios de compra e venda de veículos usados e seminovos no mercado brasileiro.

Tabela Fipe motos

TABELA FIPE MOTOS:COMO CONSULTAR A TABELA FIPE PARA MOTOS

Está pensando em comprar ou vender a sua moto? Não tome nenhuma decisão antes de consultar a Tabela Fipe Motos. Isso porque essa tabela apresenta a média de preços de motos que circulam em todo o território nacional.

Consultando a Tabela Fipe Motos, você pode comprar ou vender a sua motocicleta por um preço mais justo.

Mas como consultar a Tabela Fipe Motos?

Fazer essa consulta é simples e rápido. Para isso siga os passos a seguir:

  1. Acesse o site da Tabela Fipe,
  2. Opte pela consulta de preços de Motos,
  3. Insira a marca, o ano e o modelo da moto em questão,
  4. Você obterá o valor aproximado para a moto.

Qual a vantagem de consular a Tabela?

Ao consultar a Tabele Fipe Motos, você não tem prejuízos aos comprar ou vender o automotor.

Por quem é usada a Tabela?

Além dos consumidores que pretendem vender ou comprar a moto, a Tabela Fipe para Motos costuma ser usada por empresas seguradoras de todo o Brasil. Isso para definir o valor da mensalidade do seguro e indenizações, no caso de sinistros, roubos ou furtos.

Quem faz a Tabela Fipe para Motos?

A Tabela Fipe Motos é feita e atualizada todos os meses pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas. Diversos profissionais especializados levantam os preços das motos em todos os estados do país.

Preços muito abaixo ou acima são desconsiderados. Tira-se uma média e chega-se ao valor aproximado de quanto vale uma motocicleta.

Os preços são pesquisados diretamente com os consumidores, nas lojas de motocicletas, em anúncios de internet e outras fontes.

A Tabela é confiável?

Sim, a Tabela é confiável, pois, como mencionado, é atualizada todos os meses.

O que não é possível consultar na Tabela Fipe Motos?

Os preços das motos são aproximados, dessa forma, não é possível obter resultados quanto:

  • Quilometragem rodada pela moto,
  • Presença ou não de opcionais,
  • Acidentes sofridos com a moto,
  • Entre outras características que influenciam no preço.

Quais as motos mais baratas no Brasil, segundo a Tabela Fipe Motos?

De acordo com a Tabela, confira abaixo, as 50 motos mais baratas do país:

Marca: Modelo: Preço

  • Shineray: SUPER SMART 50: R$ 4.280,00

 

  • Wuyang: WY 48Q-2 PHOENIX S 50: R$ 4.340,00

 

  • Shineray: XY 50-Q PHOENIX: R$ 4.788,00

 

  • Shineray: XY 50-Q CROSS: R$ 4.910,00

 

  • Wuyang: WY 48Q-2 PHOENIX + 50: R$ 5.190,00

 

  • Wuyang: JET+ 50: R$ 5.490,00

 

  • Shineray: XY 50-Q2 RETRO/JET/BIKE: R$ 5.602,00

 

  • Traxx: SKY 50 PLUS: R$ 5.689,00

 

  • Traxx: JL 125-9 SKY: R$ 6.009,00

 

  • Shineray: XY 125 JET: R$ 6.010,00

 

  • Haojue: NEX 110: R$ 6.072,00

 

  • Honda: POP 110i: R$ 6.358,00

 

  • Shineray: XY 150-5 Fire/Maxi Fire: R$ 6.419,00

 

  • Traxx: JH 150-7 TSS 150: R$ 6.635,00

 

  • Wuyang: MIND X50q: R$ 6.730,00

 

  • Shineray: RETRO EX 50: R$ 6.820,00

 

  • Haojue: LINDY 125: R$ 6.933,00

 

  • Haojue: DK 150: R$ 7.105,00

 

  • Haojue: CHOPPER ROAD 150: R$ 7.175,00

 

  • Bee: BEE 50cc: R$ 7.719,00

 

  • Shineray: XY 150-GY/EXPLORER: R$ 7.900,00

 

  • Traxx: JH 150 FLY: R$ 8.013,00

 

  • Honda: CG 125 FAN / FAN KS / 125 i FAN: R$ 8.104,00

 

  • Honda: CG 125 CARGO/ CARGO KS/125i CARGO: R$ 8.108,00

 

  • Honda: BIZ 110i: R$ 8.675,00

 

  • Yamaha: YBR 150 FACTOR E/FLEX: R$ 8.692,00

 

  • Suzuki: BURGMAN i 125cc: R$ 8.810,00

 

  • Yamaha: NEO AUTOMATIC 125cc: R$ 8.918,00

 

  • Yamaha: YBR 125i FACTOR ED/FLEX: R$ 8.970,00

 

  • Dafra: HORIZON 150: R$ 9.120,00

 

  • Honda: CG 160 START: R$ 9.225,00

 

  • Honda: ELITE 125: R$ 9.360,00

 

  • Yamaha: YBR 150 FACTOR ED/FLEX: R$ 10.001,00

 

  • Traxx: JH 250 FLY: R$ 10.187,00

 

  • Dafra: FIDDLE III 125: R$ 10.290,00

 

  • Honda: CG 160 CARGO: R$ 10.293,00

 

  • Honda: CG 160 FAN Flex: R$ 10.348,00

 

  • Dafra: CITYCLASS 200i: R$ 10.556,00

 

  • Honda: BIZ 125 Flex: R$ 10.573,00

 

  • Bee: Monaco 150cc: R$ 10.690,00

 

  • Shineray: XY 250-6B DISCOVER: R$ 10.975,00

 

  • Yamaha: YS 150 FAZER SED/ FLEX: R$ 11.022,00

 

  • Honda: NXR 160 BROS: R$ 11.325,00

 

  • Honda: CG 160 TITAN FLEXONE/Ed.Especial 40 Anos: R$ 11.401,00

 

  • Wuyang: WY 200 ZH/CARGO 200: R$ 11.623,00

 

  • Motorino: Custom 150cc: R$ 11.751,00

 

  • Yamaha: XTZ 150 CROSSER S FLEX: R$ 11.915,00

 

  • Yamaha: XTZ 150 CROSSER Z FLEX: R$ 12.212,00

 

  • Honda: PCX 150/DLX: R$ 12.399,00

 

  • Honda: PCX 150 SPORT: R$ 12.601,00
Consultar IPVA Como consultar o IPVA do seu veículo

Consultar IPVA: Como consultar o IPVA do seu veículo

Consultar IPVA não precisa representar uma dor de cabeça para os motoristas ou donos de veículos. Diferente do que acontecia há alguns anos atrás, não é mais necessário enfrentar longas filas para saber qual o valor da taxa cobrada para esse imposto.

Diante dos problemas que essa prática ocasionava, o Detran resolveu modernizar todo o processo de consulta. Hoje, é possível fazer tudo isso no conforto da sua casa, sendo necessário apenas acessar os sites institucionais para obter essa e outras informações importantes sobre o imposto.

Consultar IPVA Como consultar o IPVA do seu veículo

Continue lendo este post para descobrir como é fácil consultar e manter o seu IPVA em dias. Confira:

1 – Como consultar IPVA?

Antes de descobrir como consultar IPVA é necessário esclarecer o que ele realmente é. De maneira geral, o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores nada mais é do que um tributo que precisa ser pago pelos proprietários de veículos ao estado.

É fundamental que ele esteja em dia para que o veículo possa transitar livremente pelas ruas. Para consultá-lo, basta acessar o site do Detran do estado do proprietário, pois cada localidade desenvolveu as suas próprias regras para fazer a solicitação do valor do IPVA.

No entanto, tanto para a consulta realizada pelo site, quanto por aquela feita no próprio Detran, é necessário que o proprietário apresente os seguintes documentos:

  • Número da placa
  • Número do Renavam

Além desses documentos, é possível que a instituição também exija a apresentação dos documentos pessoais do proprietário. Por isso, é recomendado que antes de comparecer no Detran, seja feita uma pesquisa para descobrir qual o processo para fazer a consulta presencial em cada estado.

2 – Tabela do IPVA

Os motoristas podem consultar a data de vencimento do imposto do seu veículo, através da Tabela do IPVA. Veja bem, esse documento é divulgado anualmente pelo Detran de cada estado, nele constam os prazos de pagamentos de acordo com a numeração final da placa de cada carro ou moto.

Normalmente, o fato gerador do imposto é  divulgado no primeiro dia útil de janeiro de cada ano. A única exceção ocorre nos casos de motos e carros novos, onde esse critério é baseado com a data da sua aquisição.

De todas as formas, é importante que o proprietário mantenha-se atento aos prazos de vencimento, que são divulgados na Tabela do IPVA. Pois, como mencionado anteriormente, o atraso desse imposto gera multas e apreensão do veículo, até que haja a quitação da dívida.

O pagamento do IPVA pode ser realizado de uma maneira bastante simples e prática. Confira abaixo mais informações sobre como manter esse imposto devidamente regularizado.

 

3 – Consultar IPVA e realizar o pagamento

Tão importante quanto consultar IPVA, é realizar o seu pagamento no prazo estipulado. Para facilitar esse processo, o Detran estipulou o mês de Janeiro como período oficial para recolhimento desse imposto e do seguro obrigatório do veículo.

O pagamento do IPVA pode ser realizado online, através dos sites oficiais do Detran de cada estado. Mas, caso o proprietário deseje, pode procurar uma agência credenciada dessa instituição para fazer a quitação deste imposto.

Vale a pena destacar, que o proprietário do veículo tem a opção de realizar o pagamento do IPVA a vista ou a prazo, onde o valor total é dividido em parcelas a serem pagas durante todo o ano.

Mas atenção! Optar pelo pagamento único do IPVA é a melhor opção, pois são gerados descontos no valor do imposto. Ademais, o proprietário tem a tranquilidade e transitar com o seu veículo pelas principais estradas, sem a preocupação de ser multado ou ter sua moto ou carro apreendido.

 

Ao longo deste post você pode descobrir o que é, como consultar IPVA e fazer o pagamento deste tipo de tributo. Agora, tudo que precisa fazer é se dirigir a uma das agências do Detran do seu Estado e solicitar o valor que deverá pagar em 2019.

Além disso, se preferir, ainda pode acessar o site da instituição do seu estado informar os dados e obter o valor que deverá pagar para que o seu veículo circule sem maiores problemas.

É de suma importância que esse imposto esteja em dia para evitar o surgimento de novas taxas e que o seu veículo venha a ser apreendido. Caso não tenha o valor total do IPVA, é possível parcelá-lo para facilitar o pagamento.

DPVAT 5 Dicas sobre Seguro DPVAT

DPVAT: 5 Dicas sobre Seguro DPVAT

No Brasil, todos os acidentes causados por veículos automotores terrestres estão acobertados por um seguro, o DPVAT.

DPVAT 5 Dicas sobre Seguro DPVAT

Este seguro é um direito a todos os cidadãos brasileiros e caso você tenha um veículo automotor, o mesmo é pago junto ao IPVA e licenciamento do seu veículo.

Entretanto, mesmo sendo um direito, o mesmo ainda é desconhecido a fundo pela maioria da população que nem ao menos em casos de acidentes podem recorrer a ele.

Isso faz com que muitos acabem por não acionar o seguro e deixar de receber um valor que é de direito.

Se você já sofreu um acidente, ou conhece alguém, mas tem dúvida se tem direito ou não a receber o seguro, preparamos cinco dicas sobre o seguro DPVAT, para você se inteirar do assunto.

Quem tem direito a receber o seguro DPVAT

O Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores, ou simplesmente DPVAT, como o próprio nome já diz, acoberta vítimas de acidentes causados por carros, motos e caminhões.

São inclusos no seguro, apenas veículos terrestres, deste modo, caso você tenha sofrido um acidente de barco, o seguro não atende a isto.

Também, o seguro atende às vítimas do acidente, então, caso você tenha sido o causador do acidente, você também não tem direito ao mesmo.

Pedestres, em casos de atropelamento, também podem entrar com o pedido do seguro, assim como em caso de morte, quem tem direito a receber são os familiares diretos da vítima.

Saiba, que mesmo em casos de acidentes que um dos veículos não está em dia com o IPVA, o direito a receber o seguro se mantém o mesmo.

O que acontece em caso de morte da vítima

Quando ocorra a morte de uma das vítimas do acidente de trânsito, quem pode entrar com o pedido são os parentes diretos da vítima.

Mas quem se inclui nesta lista? Cônjuges e filhos, são os que têm direito a entrar com o pedido do seguro DPVAT.

O que o seguro DPVAT cobre

O seguro DPVAT cobre três tipos de fatalidades que podem ocorrer em um acidente terrestre, sendo morte, invalidez parcial ou permanente, e reembolso com despesas médicas.

Vale lembrar que os valores pagos no caso de invalidez, variam de acordo com o grau da mesma, como falaremos no tópico de valores abaixo.

O reembolso com despesas médicas, só ocorre quando o atendimento necessário e medicamentos não são oferecidos pelo SUS, caso contrário o seguro não paga se você quiser um atendimento particular, por exemplo.

Outra coisa que o seguro DPVAT não cobre, são danos causados ao veículo, mesmo que este seja de uma das vítimas do acidente.

Os valores pagos pelo seguro DPVAT

Os valores pagos pelo seguro DPVAT nas coberturas citadas acima variam muito entre si, onde valores mais altos são pagos nos casos mais graves.

Desta forma, os valores pagos pelo seguro são:

  • Morte da vítima: O valor pago é de R$ 13.500,00.
  • Indenizações pagas no caso de invalidez permanente:  Até R$ 13.500,00, podendo variar para menos de acordo com a gravidade da condição da vítima.
  • Reembolso com despesas médicas: Até R$ 2.700,00.

No caso da invalidez e do reembolso, os valores apresentados são o máximo que o seguro pago, uma vez que a vítima pode receber valores inferiores a estes.

Como dar entrada no seguro DPVAT

Para dar entrada no seguro DPVAT é muito simples, onde qualquer pessoa pode fazer este processo sozinha e sem a ajuda de um advogado, por exemplo.

Entretanto, é preciso ter em mãos todos os documentos pessoais da vítima, o boletim de ocorrência do acidente, e no caso de morte, o atestado de óbito.

Nos casos de invalidez, será preciso apresentar um laudo médico que comprove as condições da vítima, assim como para receber o reembolso, a vítima precisa guardar todos os comprovantes das despesas que foram pagas.

Entrar com o pedido é fácil, e pode ser feito por telefone ou por e-mail, disponibilizados no próprio site do seguro DPVAT.

Caso você tenha sofrido um acidente ou conheça alguém que passou por isso, saiba que você tem até três anos, contando a partir do dia do acidente, para requerer o seguro.

Este é um direito de todo cidadão brasileiro, em caso de necessidade não abra mão dele, se informe e receba o seu seguro DPVAT.