Consultar IPVA Como consultar o IPVA do seu veículo

Consultar IPVA: Como consultar o IPVA do seu veículo

Consultar IPVA não precisa representar uma dor de cabeça para os motoristas ou donos de veículos. Diferente do que acontecia há alguns anos atrás, não é mais necessário enfrentar longas filas para saber qual o valor da taxa cobrada para esse imposto.

Diante dos problemas que essa prática ocasionava, o Detran resolveu modernizar todo o processo de consulta. Hoje, é possível fazer tudo isso no conforto da sua casa, sendo necessário apenas acessar os sites institucionais para obter essa e outras informações importantes sobre o imposto.

Consultar IPVA Como consultar o IPVA do seu veículo

Continue lendo este post para descobrir como é fácil consultar e manter o seu IPVA em dias. Confira:

1 – Como consultar IPVA?

Antes de descobrir como consultar IPVA é necessário esclarecer o que ele realmente é. De maneira geral, o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores nada mais é do que um tributo que precisa ser pago pelos proprietários de veículos ao estado.

É fundamental que ele esteja em dia para que o veículo possa transitar livremente pelas ruas. Para consultá-lo, basta acessar o site do Detran do estado do proprietário, pois cada localidade desenvolveu as suas próprias regras para fazer a solicitação do valor do IPVA.

No entanto, tanto para a consulta realizada pelo site, quanto por aquela feita no próprio Detran, é necessário que o proprietário apresente os seguintes documentos:

  • Número da placa
  • Número do Renavam

Além desses documentos, é possível que a instituição também exija a apresentação dos documentos pessoais do proprietário. Por isso, é recomendado que antes de comparecer no Detran, seja feita uma pesquisa para descobrir qual o processo para fazer a consulta presencial em cada estado.

2 – Tabela do IPVA

Os motoristas podem consultar a data de vencimento do imposto do seu veículo, através da Tabela do IPVA. Veja bem, esse documento é divulgado anualmente pelo Detran de cada estado, nele constam os prazos de pagamentos de acordo com a numeração final da placa de cada carro ou moto.

Normalmente, o fato gerador do imposto é  divulgado no primeiro dia útil de janeiro de cada ano. A única exceção ocorre nos casos de motos e carros novos, onde esse critério é baseado com a data da sua aquisição.

De todas as formas, é importante que o proprietário mantenha-se atento aos prazos de vencimento, que são divulgados na Tabela do IPVA. Pois, como mencionado anteriormente, o atraso desse imposto gera multas e apreensão do veículo, até que haja a quitação da dívida.

O pagamento do IPVA pode ser realizado de uma maneira bastante simples e prática. Confira abaixo mais informações sobre como manter esse imposto devidamente regularizado.

 

3 – Consultar IPVA e realizar o pagamento

Tão importante quanto consultar IPVA, é realizar o seu pagamento no prazo estipulado. Para facilitar esse processo, o Detran estipulou o mês de Janeiro como período oficial para recolhimento desse imposto e do seguro obrigatório do veículo.

O pagamento do IPVA pode ser realizado online, através dos sites oficiais do Detran de cada estado. Mas, caso o proprietário deseje, pode procurar uma agência credenciada dessa instituição para fazer a quitação deste imposto.

Vale a pena destacar, que o proprietário do veículo tem a opção de realizar o pagamento do IPVA a vista ou a prazo, onde o valor total é dividido em parcelas a serem pagas durante todo o ano.

Mas atenção! Optar pelo pagamento único do IPVA é a melhor opção, pois são gerados descontos no valor do imposto. Ademais, o proprietário tem a tranquilidade e transitar com o seu veículo pelas principais estradas, sem a preocupação de ser multado ou ter sua moto ou carro apreendido.

 

Ao longo deste post você pode descobrir o que é, como consultar IPVA e fazer o pagamento deste tipo de tributo. Agora, tudo que precisa fazer é se dirigir a uma das agências do Detran do seu Estado e solicitar o valor que deverá pagar em 2019.

Além disso, se preferir, ainda pode acessar o site da instituição do seu estado informar os dados e obter o valor que deverá pagar para que o seu veículo circule sem maiores problemas.

É de suma importância que esse imposto esteja em dia para evitar o surgimento de novas taxas e que o seu veículo venha a ser apreendido. Caso não tenha o valor total do IPVA, é possível parcelá-lo para facilitar o pagamento.

Dicas de como escolher um plano de saúde

DICAS DE COMO ESCOLHER UM PLANO DE SAÚDE

As condições da saúde pública do nosso país parecem estar cada vez piores e, frente a esse problema, nada mais seguro do que contar com um plano de saúde particular. Filas imensas, falta de médicos e leitos, equipamentos quebrados, etc. Você não quer passar por isso usando a saúde pública, caso tenha algum problema, não é mesmo?

Dicas de como escolher um plano de saúde

Mas muita gente ainda se confunde na hora de escolher um plano de saúde. São muitas opções oferecidas no mercado e realmente isso pode nos deixar sem saber qual convênio médico contratar.

Para auxiliar nessa tarefa tão importante, confira, a seguir, algumas dicas que fazem toda a diferença na hora de optar pelo melhor plano de saúde para você e sua família.

Dicas para contratar o seu plano de saúde

  • Hospitais e clínicas próximas: o plano de saúde deve ter hospitais e clínicas credenciadas perto da sua casa. Não adianta contratar um plano de saúde mais barato, com hospitais ou clínicas muito longe da região onde você reside.

Você pode ter um problema de saúde e acabar tendo que cruzar a cidade em busca de atendimento.

 

  • Tipo de acomodação: confira as diferenças de preços entre os tipos de acomodação do convênio, que são enfermaria e apartamento. Existem planos de saúde que essa diferença de valor é pequena e, então, vale a pena considerar contratar acomodação em apartamento.

Caso você ou alguém da sua família precise ficar internado, manter-se em um apartamento, sempre significa mais conforto e privacidade.

 

  • Rede credenciada ampla de laboratórios: é importante que o plano de saúde oferece uma boa rede de laboratórios e, também, alguns perto de onde você mora ou trabalha.

Isso facilita o seu deslocamento para passar por procedimentos solicitados pelos médicos.

 

  • Rede credenciada ampla de médicos: todos nós gostamos de escolher o médico com o qual iremos nos consultar. Assim, leve em consideração se o plano de saúde possui uma ampla rede de médicos credenciados.

Isso é importante para a nossa liberdade de escolha.

 

  • Redução de carências: caso você já tenha um plano de saúde e irá trocar, pesquise sobre aqueles que “compram” a carência. Dessa forma, você e seus familiares não precisarão cumprir todo o prazo de carência do convênio novamente.

 

  • Descontos para pagamento antes da data de vencimento: frente a concorrência, alguns planos de saúde oferecem bons descontos caso o cliente pague a mensalidade antes da data de vencimento.

Essa pode ser uma condição bastante interessante, que fará diferença no orçamento do final do mês.

  • Plano com benefícios extras: muitos planos também vêm agregando serviços extras, como reparos na casa do cliente. Isso pode ser muito bom, fazendo você economizar com pequenos consertos dentro de casa.

Há planos de saúde que oferecem assistência técnica para defeitos de aparelhos doméstico, encanamento, sistema hidráulico, entre outros.

 

  • Atendimento bom e rápido: também é um item a se levar em consideração. Você pode ter uma dúvida e precisar contar com o auxílio de alguém da empresa.

Desconsidere aqueles convênios médicos que são conhecidos por terem um atendimento que deixa o cliente horas esperando para ser atendido ou por passar informações erradas ou incompletas.

 

Plano de Saúde X Preço

Obviamente, você terá de optar por um plano de saúde que caiba no seu orçamento. Mas, como mencionamos, a concorrência desse mercado é grande e há opções para todos os bolsos e necessidades.

Analise bem o contrato antes de fechar o negócio. E procure não levar em consideração apenas o preço. É preferível gastar um pouquinho a mais por mês com um bom plano de saúde e se sentir muito mais seguro!

DPVAT 5 Dicas sobre Seguro DPVAT

DPVAT: 5 Dicas sobre Seguro DPVAT

No Brasil, todos os acidentes causados por veículos automotores terrestres estão acobertados por um seguro, o DPVAT.

DPVAT 5 Dicas sobre Seguro DPVAT

Este seguro é um direito a todos os cidadãos brasileiros e caso você tenha um veículo automotor, o mesmo é pago junto ao IPVA e licenciamento do seu veículo.

Entretanto, mesmo sendo um direito, o mesmo ainda é desconhecido a fundo pela maioria da população que nem ao menos em casos de acidentes podem recorrer a ele.

Isso faz com que muitos acabem por não acionar o seguro e deixar de receber um valor que é de direito.

Se você já sofreu um acidente, ou conhece alguém, mas tem dúvida se tem direito ou não a receber o seguro, preparamos cinco dicas sobre o seguro DPVAT, para você se inteirar do assunto.

Quem tem direito a receber o seguro DPVAT

O Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores, ou simplesmente DPVAT, como o próprio nome já diz, acoberta vítimas de acidentes causados por carros, motos e caminhões.

São inclusos no seguro, apenas veículos terrestres, deste modo, caso você tenha sofrido um acidente de barco, o seguro não atende a isto.

Também, o seguro atende às vítimas do acidente, então, caso você tenha sido o causador do acidente, você também não tem direito ao mesmo.

Pedestres, em casos de atropelamento, também podem entrar com o pedido do seguro, assim como em caso de morte, quem tem direito a receber são os familiares diretos da vítima.

Saiba, que mesmo em casos de acidentes que um dos veículos não está em dia com o IPVA, o direito a receber o seguro se mantém o mesmo.

O que acontece em caso de morte da vítima

Quando ocorra a morte de uma das vítimas do acidente de trânsito, quem pode entrar com o pedido são os parentes diretos da vítima.

Mas quem se inclui nesta lista? Cônjuges e filhos, são os que têm direito a entrar com o pedido do seguro DPVAT.

O que o seguro DPVAT cobre

O seguro DPVAT cobre três tipos de fatalidades que podem ocorrer em um acidente terrestre, sendo morte, invalidez parcial ou permanente, e reembolso com despesas médicas.

Vale lembrar que os valores pagos no caso de invalidez, variam de acordo com o grau da mesma, como falaremos no tópico de valores abaixo.

O reembolso com despesas médicas, só ocorre quando o atendimento necessário e medicamentos não são oferecidos pelo SUS, caso contrário o seguro não paga se você quiser um atendimento particular, por exemplo.

Outra coisa que o seguro DPVAT não cobre, são danos causados ao veículo, mesmo que este seja de uma das vítimas do acidente.

Os valores pagos pelo seguro DPVAT

Os valores pagos pelo seguro DPVAT nas coberturas citadas acima variam muito entre si, onde valores mais altos são pagos nos casos mais graves.

Desta forma, os valores pagos pelo seguro são:

  • Morte da vítima: O valor pago é de R$ 13.500,00.
  • Indenizações pagas no caso de invalidez permanente:  Até R$ 13.500,00, podendo variar para menos de acordo com a gravidade da condição da vítima.
  • Reembolso com despesas médicas: Até R$ 2.700,00.

No caso da invalidez e do reembolso, os valores apresentados são o máximo que o seguro pago, uma vez que a vítima pode receber valores inferiores a estes.

Como dar entrada no seguro DPVAT

Para dar entrada no seguro DPVAT é muito simples, onde qualquer pessoa pode fazer este processo sozinha e sem a ajuda de um advogado, por exemplo.

Entretanto, é preciso ter em mãos todos os documentos pessoais da vítima, o boletim de ocorrência do acidente, e no caso de morte, o atestado de óbito.

Nos casos de invalidez, será preciso apresentar um laudo médico que comprove as condições da vítima, assim como para receber o reembolso, a vítima precisa guardar todos os comprovantes das despesas que foram pagas.

Entrar com o pedido é fácil, e pode ser feito por telefone ou por e-mail, disponibilizados no próprio site do seguro DPVAT.

Caso você tenha sofrido um acidente ou conheça alguém que passou por isso, saiba que você tem até três anos, contando a partir do dia do acidente, para requerer o seguro.

Este é um direito de todo cidadão brasileiro, em caso de necessidade não abra mão dele, se informe e receba o seu seguro DPVAT.

Cronograma capilar: O que é? E como começar gastando pouco

Muitas pessoas que sofrem com a falta de hidratação e vida dos cabelos, se vem na maioria das vezes comprando uma série de produtos e não enxergando resultados.

A verdade é que muitas pessoas compram apenas cremes de hidratação e nossos fios precisam de muito mais do que isso.

Hidratação, nutrição e reconstrução são os três elementos básicos que todo cabelo judiado precisa e que fazem parte do cronograma capilar.

Caso você nunca tenha ouvido falar em cronograma capilar e seus fios estão uma lástima, talvez seja hora de você começar a entender mais sobre este assunto.

cronograma capilar

O que é o cronograma capilar?

O cronograma capilar é uma espécie de tratamento estético intenso que você faz nos seus cabelos quando estes estão muito prejudicados.

Como já citamos, nosso cabelo precisa de muito mais que apenas hidratação quando está em uma situação mais grave.

E é aí que o cronograma entra, com ele dependendo da necessidade dos seus fios estipulará uma agenda de produtos que você deverá usar.

Estes produtos se dividem entre reconstrução, nutrição e a famosa hidratação, mas como saber do que o seu cabelo precisa.

Teste de porosidade

Neste caso você pode fazer um teste de porosidade, muito simples e rápido, precisando apenas de um copo de água e um fio de cabelo.

Para realizar o teste coloque o seu cabelo no copo de água, se o mesmo boiar, ele precisa de hidratação, se ficar no meio, de nutrição e se afundando a necessidade é de reconstrução.

Claro que este teste serve apenas para dizer de qual dos tratamentos seu cabelo precisa mais, porém o cronograma capilar irá incluir os três e dar tudo o que seu cabelo precisa.

Como começas gastando pouco

Um dica para quem deseja começar a fazer o seu cronograma capilar é que não precisa gastar muito para isto, uma vez que você precisa apenas de três produtos para o tratamento do seu cabelo e intercalar eles durante a semana.

Disto isto, você vai precisar de uma máscara de hidratação, que será aquela que irá repor a água do seu cabelo.

No geral este tipo de máscara possuem pantenol, frutas,  mel e extrato de plantas em sua composição e são aquelas que você acha no mercado com tempo de ação de três minutos.

Outra dica de hidratação importante é usar shampoo sem sal e indicado para o seu tipo de cabelo e aplicar a máscara logo em seguida e após o tempo de ação passar o condicionador.

Já a parte de nutrição do cronograma, servirá para repor a oleosidade boa e natural dos fios, as máscaras para esta parte, no geral possuem óleo e manteigas em sua composição.

Também, ao invés de comprar uma máscara, você pode comprar óleo de coco e aplicar direto nos cabelos e deixar agir por algumas horas e até mesmo dormir com ele no cabelo.

Esta é a parte do cronograma que serve para tirar o volume em excesso dos cabelos, assim como frizz e as pontas duplas.

Já a parte de reconstrução do cronograma serve para repor elementos estruturais do seu cabelo como queratina, proteínas e aminoácidos.

Máscara para este processo geralmente possuem aminoácidos, queratina e colágeno, também este é o tratamento que você menos fará no seu cronograma, apenas uma vez a cada 15 dias para não dar o efeito contrário e deixar os fios rígidos demais.

Uma dica de cronograma básico

Você pode aliar a sua agenda de tratamentos de acordo com a necessidade do seu cabelo ou conforme você for vendo resultados.

Mas uma dica para você que não por onde começar o seu cronograma capilar é se basear em um mês e dividir o seu tratamento em semanas:

Semana 1 Hidratação Nutrição Reconstrução
Semana 2 Nutrição Hidratação Nutrição
Semana 3 Hidratação Nutrição Reconstrução
Semana 4 Hidratação Hidratação Nutrição

 

Você não vai fazer um tratamento seguido do outro, faça dia sim, dia não ou a cada dois dias, o que julgar ter melhores resultados.

Como você pode ver a reconstrução só será feita duas vezes no mês, como falamos, para não ter o feito contrário.

Depois do primeiro mês você pode adaptar o seu cronograma de acordo com os resultados obtidos e montar a sua própria agenda de tratamentos.

E você já tinha ouvido falar em cronograma capilar? Para você que nunca fez, o seu cabelo agradecera este cuidado a mais.

Seguro Viagem: convalescença em hotel e extensão de internação hospitalar

Possuir um seguro de viagem é de extrema importância para quem deseja viajar, afinal não sabemos o que pode acontecer.

Não há como prever doenças que possam surgir no período que você está viajando, assim como ambientes fechados como aviões e hotéis são perfeitos para deixar qualquer um com a imunidade mais fraca já abatido.

Deste modo, com um seguro você não terá que se preocupar caso você tenha que estender a sua viagem por motivos de saúde, cobrindo gastos de convalescença em hotel e extensão de internação hospitalar.

Caso você não conheça esses termos, iremos ajudar você com relação a isto, mas saiba que toda vez que você for sair do país, será necessário verificar se seu seguro viagem cobre essas despesas.

A importância do seguro viagem

No geral, principalmente em viagens internacionais é preciso sempre contar com a segurança que s um seguro viagem pode proporcionar.

Há até alguns países que exigem de forma obrigatório este seguro para permitir a entrada de estrangeiros em seu interior, como é o caso da Alemanha e quase todos os países da união Europeia.

Essa exigência não é uma mera burocracia, mas sim uma garantia de que o turista possui aporte em caso de alguma necessidade.

Um seguro viagem não serve apenas para resolver questões de saúde, mas também resolve problemas relacionados a bagagem e até mesmo seguro de vida em certos casos.

Pode parecer estranho, mas o Brasil é um dos únicos países com a saúde mais barata do mundo, além de contar com um atendimento público de graça a toda a população.

Saiba que tais vantagens você não encontrará fora do país, até mesmo pode se surpreender com os custos de internação e exames médicos no exterior.

Caso você não queira ter despesas extras com estes gastos, seu seguro viagem garantirá que você receba atendimento médico sem ter que pagar muito por isto.

O que é a convalescença em hotel

A extensão de convalescença em hotel de um seguro viagem é a segurança de poder ficar mais alguns dias no hotel em decorrência de fatores maiores como doenças graves ou contagiosas.

Com um seguro viagem, você não precisará pagar muito a mais pelas diárias, quando comprovado que a permanência se torna necessária.

Isto também acontece, caso você sofra algum acidente no país que esteja visitando, onde há uma dificuldade de locomoção e de retornar ao seu país.

Nos casos de doenças mais graves ou contagiosas, não é recomendado viajar longas distâncias também, uma vez que você pode acabar contaminando outras pessoas.

Desta forma, esta é uma excelente vantagem de um seguro viagem, afinal você se planejou para pagar um número x de diárias de um hotel.

Assim, caso você precisar estender a sua permanência no país que está visitando por motivos de saúde, os gastos a mais com hospedagem podem ser cobertos totalmente ou parcialmente pelo o seu seguro.

Antes de escolher um seguro viagem, veja se o mesmo possui esta opção, afinal ela é muito vantajosa.

Extensão de internação hospitalar

O serviço de extensão de internação hospitalar é a segurança de poder estender o tempo de vigência do seu seguro se por acaso você ainda estiver doente e internado em um hospital.

No geral, a maioria dos seguros viagem asseguram a cobertura com gastos de internação hospitalar.

Entretanto, o tempo de vigência do seguro é determinado de acordo com o tempo que você planejou a duração da sua viagem.

Assim, se acabou o tempo de vigência do seu seguro e você ainda se encontra doente, se seu seguro não possuir esta opção de extensão, a partir da data do término da vigência, será de sua responsabilidade arcar com os gastos.

Certifique-se se seu seguro possui esta opção, afinal não podemos prever o tempo de internação de uma doença, ainda mais no exterior onde os cuidados são diferentes.

Gastos médicos no exterior são exorbitantes, assim para evitar problemas com relação a isto é sempre bom contar com um seguro viagem completo.

E você sabia dessas suas abrangências de um seguro viagem? Ao planejar uma viagem estamos sempre tão empolgados que esquecemos de verificar coisas importantes como esta.

Quando mais completo for o seu seguro, maior tranquilidade você terá para aproveitar a sua viagem.

Tem alguma dúvida que não foi respondida neste post com relação a convalescença em hotel e extensão de internação hospitalar? Sugerimos utilizar o link ao lado e falar com quem é especialista no assunto: Cotador de Seguro Viagem.

Internet barata: Conheça as empresas que oferecem internet barata e de qualidade

Está buscando um boa opção de internet, mas não quer gastar muito? Então você está no lugar certo. Vamos lhe apresentar as melhores opções de internet batata, sem que abrir mão da qualidade.

Como escolher uma internet barata?

Não há como determinar a melhor internet e nem a mais barata do mercado, essa definição vai depender o perfil de cada usuário.

O que podemos é apresentar quais os planos disponíveis no mercado, para que você verifique qual é o mais adequado para você.

Se você quer uma internet barata, mas não quer abrir mão da qualidade, precisa ficar atento a algumas questões importantes.

Vejamos o que considerar:

  • Definir o seu principal objetivo: É importante saber qual a finalidade principal do uso da sua internet.

Por exemplo se você gosta de assistir filmes ou programas online, é importante que seu pacote tenha pelo menos 10 Mega para que a qualidade não seja comprometida.

  • Escolher o plano adequado: Se você quer uma internet barata, mas sem comprometer a qualidade, o ideal é que o plano tenha acima de 2 Mega de velocidade, abaixo disso a qualidade da sua navegação ficará comprometida.

Caso você goste de jogar online, ou assistir filmes pela internet um plano básico já não será suficiente para manter a qualidade, neste caso invista em um plano de pelo menos 5 Mega.

  • Verificar os usuários da rede: Outra questão importante a se considerar é a quantidade de usuários que a rede terá;

Se você mora sozinho 5 Mega são suficientes, mas se você divide o sinal com outras pessoas, essa velocidade pode não ser suficiente para manter a qualidade.

  • O principal determinante é o valor: Se o seu objetivo principal é ter uma internet barata, ou seja, você não está disposto a gastar mais para ter um pacote de qualidade, então você deve investir em um plano básico.

A partir de 2 Mega de velocidade já é possível ter uma qualidade boa para navegar, fazer download sem travar.

Melhores opções de internet barata

Depois de analisar as questões acima, é hora de decidir por qual opção de internet barata você vai optar. Para auxiliar nesta decisão, vamos apresentar as melhores opções do mercado.

Para entendermos melhor, vamos separar os planos por categoria, assim facilita a sua análise.

Internet barata: Planos Básicos

Os planos básicos, são aqueles que oferecem uma internet barata, mas com menos recursos, normalmente a partir de 1 ou 2 Mega de velocidade. Vejamos as opções:

  • Net
  • Oi

Neste caso a Net possui um valor mais competitivo do que a Oi.

Internet barata: Planos intermediários

São os planos que oferecem ainda uma internet barata, mas com um pouco mais de recursos, neste caso já é possível assistir online, por exemplo. São planos de 4 a 10 Mega:

  • Net
  • Oi
  • Tim
  • Vivo

Neste caso a Vivo possui os valores mais competitivos do mercado, além de oferecer uma série de benefícios agregados ao serviço.

Internet barata: Planos Velozes

São planos com alto valor agregado, ainda oferecem uma opção de internet barata quando analisamos o custo x benefício, mas com valores maiores e pacotes de até 200 Mega.

  • Net
  • Oi
  • Tim
  • Vivo

Novamente no caso dos planos velozes a Vivo sai na frente com pacotes de excelente qualidade e um valor acessível.

Mais importante que ter uma internet barata, é ter um serviço que esteja adequado as suas necessidades, assim analise todas as opções antes escolher a sua operadora. Espero que você encontre uma internet de qualidade e que caiba no seu bolso.

Conheça as empresas que oferecem internet barata e de qualidade

Diferenças entre o iPhone 8 e o iPhone x

diferença iphone 8 e iphone x

Pela primeira vez, os usuários do iOS têm mais de uma opção (além do modelo básico ou do Plus) para escolher um novo terminal high-end. Este ano, a saída do iPhone X que acompanha o iPhone 8 /iPhone 8 Plus, faz com que o cliente que deseja adquirir o modelo mais recente da Apple, tenha que tomar uma decisão que pode não ser tão simples.

iPhone X ou iPhone 8 Plus

Em torno do design e da tela do iPhone X , esse já é um ponto para se avaliar, principalmente, se você já é um usuário iOS ou está adquirindo o primeiro celular da marca.

iPhone 8 Plus representa a evolução ao invés do conservador modelo da Apple mais conhecido nos últimos 10 anos, desde a introdução do primeiro iPhone. Ele mantém sua tela grande e, portanto, um tamanho considerável que não é exatamente confortável para manusear.

Enquanto a resolução permanece Full HD para o iPhone 8, o X possui uma resolução um pouco maior: 2.436 por 1.125 pixels.

Um painel AMOLED também está incluído na frente do IPS do iPhone 8. O que, em teoria, oferece uma melhor qualidade de imagem, especialmente ao reproduzir tons pretos completamente opacos.

A tela do iPhone X também tem a capacidade de reproduzir imagens de alta faixa dinâmica (HDR).

Se compararmos o iPhone 8 com o design do novo iPhone X, as diferenças são enormes, sendo o último mais gerenciável e confortável de usar, apesar de ter uma tela maior. 

A desvantagem é o material com o qual é construído. O iPhone X utiliza display de vidro na tela frontal e na parte de trás do aparelho, o que demonstra fragilidade.

Não é apenas sobre tecnologia na tela

O design mais atual do iPhone X tem quase todo o peso na tela. Aqui há uma mudança radical, porque a Apple adota a tecnologia OLED. Isso permite um menor consumo de energia, mas com o brilho e um contraste muito alto. 

Se acrescentarmos que a calibração da Apple é mais realista do que a Samsung (o painel OLED é o mesmo), o resultado é muito bom, tanto na reprodução de conteúdo (também é um HDR10 e painel Dolby Vision) como especialmente o uso da câmera ao ar livre.

No lado negativo temos a alteração, muito leve, no tom dos alvos quando variamos o ângulo de visão, além de algo inerente à tecnologia OLED: a deterioração do painel com velocidade muito maior que a de um LCD.

Escolher o iPhone X ao invés do iPhone 8 Plus supõe mudar a segurança e a qualidade contrastada do painel LCD pela maior espetacularidade do OLED.

Embora a diagonal do iPhone X seja de 5,8 polegadas, ter um formato mais longo, transmite a ideia de menos superfície visível em diferentes situações , uma delas na reprodução de vídeo. 

Na parte interna do aparelho, tanto o iPhone 8 Plus quanto o iPhone X oferecem a mesma experiência: a fluidez total e um processador que demonstrou qualidade em lugares acima no ranking da concorrência.

Uma diferença possível entre os dois modelos é encontrada na bateria. O iPhone 8 Plus parece a melhor versão da Apple em todos esses anos, mas o iPhone X, com essa tela OLED, tem como objetivo superá-lo e ambos os aparelhos têm carregamento sem fio.

Ao escolher qual a versão do iPhone é melhor pra você, utilize Cupom de Desconto Saraiva para conseguir um bom valor e sair economizando.

Os detalhes que diferenciam as câmeras do iPhone X

O aparelho possui uma câmera dupla de 12 MP, mas a base fotográfica de ambos as versões do iPhone pode ser encontrada no ISP, com resultados superiores aos dos anos anteriores, e onde o modo retrato graças ao zoom 2X da objetiva tela se destaca das demais marcas. 

As diferenças são muito sutis, basicamente duas: a estabilização da lente no iPhone X e a possibilidade de usar o modo retrato na câmera secundária, o de selfies, graças às informações de profundidade que os sensores usaram para o Face ID.

A remoção do botão de partida é outra das grandes diferenças do iPhone X versus 8. No modelo mais avançado, a segurança é responsável por um sistema de reconhecimento facial (Face ID). Isso usa a câmera frontal e um sensor de profundidade. 

Este último componente digitaliza o rosto tridimensionalmente.

Face ID, que é como esta função é chamada, não está presente no iPhone 8.

Quem não tem direito ao Seguro DPVAT?

Muitas pessoas ainda desconhece o seguro DPVAT, muitas delas inclusive possuem direito ao mesmo sem nem mesmo saber de sua existência.

Quem não tem direito ao seguro DPVAT

Este é o Seguro Obrigatório de Danos Pessoais causados por veículos automotores de via terrestre que é de direitos a todas as vítimas, seja ela condutor, passageiro ou pedestre de algum acidente em terra causados por veículos automotores.

Além de ser um direito seu, este seguro é pago todos os anos juntamente com o IPVA pelos proprietários de veículo, mas não se preocupe, caso você não tenha um veículo automotor, você também está acobertado por este seguro.

Porém, a maior dividas das pessoas em relação ao seguro DPVAT é sobre quem tem direito ou não a esse benefício.

Assim, preparamos este artigo para esclarecer algumas dúvidas em relação a este seguro e te ajudar a solicitar algo que é direito de todos os afetados por acidentes de trânsito.

O QUE O SEGURO DPVAT COBRE

Antes de entender quem não possui direito ao seguro dpvat é preciso saber o que o mesmo cobre.

De forma mais geral ele acoberta morte, invalidez permanente ou parcial e reembolso de despesas médicas, se os mesmos forem causados durante um acidente terrestre com veículo automotor.

Não somente as vítimas, mas nos casos de mortes cônjuges ou herdeiros podem receber a indenização paga pelo seguro.

Também, caso você seja apenas um pedestre ou passageiro envolvido em um acidente veicular, você também tem direito ao seguro DPVAT. Por este motivo que passageiros de ônibus também possuem direito ao seguro.

Caso você desconheça essas informações, saiba que você tem até três anos, a partir da data do acidente para dar entrada no seu seguro.

 

QUEM NÃO POSSUI DIREITO AO SEGURO DPVAT

Chegamos agora a um ponto muito crucial e que gera muitas dúvidas na maioria das pessoas, afinal quem não possui direito ao seguro DPVAT?

No geral este seguro não cobre danos físicos causados ao veículo de ambas a parte, seja a vítima ou causador do acidente.

Como também não cobre despesas causadas por roubo, colisão e incêndio ocorridos com o seu veículo, nem despesas decorrentes de ações judiciais provenientes do acidente.

É importante ressaltar que se você foi o causador do acidente, seja de forma intencional ou não, você não terá direito a receber o seguro DPVAT.

Claro, que será feita todo uma perícia para se averiguar as reais causas do acidente, mas se comprovado que ele foi sua culpa, não adianta nada entrar com o pedido.

Também, é importante você saber que o seguro DPVAT só irá reembolsar despesas médicas cujo o SUS ou seu seguro de saúde privado não cubra.

 

VALORES PAGOS PELO SEGURO DPVAT

 

Como você já viu o seguro DPVAT cobre três circunstâncias em casos de acidentes causados por veículos automotores: morte, invalidez total ou parcial e reembolso de despesas médicas.

Os valores variam de acordo com a gravidade da situação, sendo o valor mais alto pago a mortes causados nos acidentes, cerca de R$ 13.500,00 por vítima pago aos familiares.

Já no caso de invalidez os valores podem oscilar de acordo com a gravidade da situação, entretanto o valor máximo pago também de R$ 13.500,00 por vítima, como no caso anterior.

O seguro DPVAT também reembolsa valores gastos com despesas médicas no valor de até R$ 2.700,00 por vítima e lembrando que o mesmo não paga se os cuidados forem acobertados pelo SUS ou plano de saúde particular da vítima.

Conjugues, seja eles heterossexuais ou homoxessuais e filhos, podem solicitar os valores em caso de morte.

 

COMO DAR ENTRADA NO SEGURO DPVAT

 

Para dar entrada no seguro DPVAT é um procedimento muito simples e que qualquer pessoa pode realizar não necessitando do auxílio de um advogado para isso.

Porém, é importante que você tenha em mão os documentos da vítima, além do boletim de ocorrência do acidente e no caso de morte o atestado de óbito e em casos de invalidez o laudo emitido pelo IML.

Também é importante guardar qualquer comprovante de gastos médicos gerados em decorrência do acidente para dar entrada no seguro.

Com documentos em mãos, basta entrar em contato com o 0800 ou entrar no site oficial do seguro dpvat e ir na seção “fale conosco”, para entrar com o pedido.

Quem cuida atualmente do seguro dpvat é a seguradora Lider, caso haja dúvidas basta entrar em contato no site da empresa.

O pagamento das indenizações e reembolsos após a solicitação é feito em até 30 dias e na forma de depósito bancário.

Agora que você já conhece mais sobre o seguro DPVAT saiba que caso você tenha sofrido um acidente em até três anos você ainda tem direito ao mesmo. Qualquer outra dúvida sobre o DPVAT temos outros posts também sobre esse benefício, que certamente irá tirar suas dúvidas!

Tabela Fipe: Como é definido o valor da tabela FIPE?

Para quem busca comprar ou vender um veículo usado ou seminovo, utilizar os valores fornecidos pela tabela FIPE é a melhor alternativa para não ser passado para trás e acabar levando prejuízo na negociação.

tabela fipe

Os valores fornecidos por esta tabela são usados tanto na hora de comprar um veículo, vender e até mesmo pelas seguradoras para estabelecer o valor a ser pago em uma indenização.

Entretanto para muitas pessoas a tabela FIPE ainda é um mistério e entender como os cálculos de valores são feitos é primordial para você realizar uma boa venda ou compra.

O que é a tabela FIPE?

A Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas ou apenas tabela FIPE, é uma instituição que tem como principal foco apresentar a média de preço de veículos tanto novos, seminovos ou usados.

Ela é a melhor opção para quem trabalha com venda de veículos ou apenas para você que deseja comprar um automóvel.

Os valores da tabela são atualizados periodicamente, então é necessário que você esteja sempre a acompanhando, pois, o valor de hoje não pode ser o mesmo daqui a um mês ou menos.

Como é definido o valor da tabela FIPE?

Como falamos a atualização de valores da tabela FIPE é mensal, desta forma o cálculo é feito através de uma média que leva alguns fatores em consideração.

As pesquisas para a determinação dos valores são realizadas em 24 estados brasileiros, onde realiza mais de 125 mil cotações, seja através de visitas em lojas ou consulta a outros portais como revistas e sites.

Desde modo, com as informações coletadas é realizada a média de preço com base na marca, modelo, ano e valor de combustível gasto pelo veículo.

Desses valores é subtraído uma porcentagem que pode variar de 2% a 3%, que seriam os valores de negociação entre vendedor e comprador.

Você deve ter em mente que esses valores são para veículos originais de fábrica, ou seja, a tabela não leva em consideração adicionais ou modificações feitas nos veículos.

Caso você for realizar a compra de um veículo muito antigo, é necessário saber antes se o mesmo já passou por muitas modificações antes de consultar a tabela FIPE como referencial de valor.

Como as seguradoras utilizam os valores da tabela FIPE?

Como já citamos as seguradoras utilizam esta tabela para estabelecer os valores a serem pago em caso de indenização.

O valor da indenização é calculado de acordo com o referencial da tabela FIPE no mês do acidente e não do dia em que o seguro foi contratado.

É por este motivo que o valor da indenização pode oscilar, valorizando ou desvalorizando juntamente com a tabela.

Por este motivo, caso você possuía um carro mais antigo ou com algumas alterações feitas, o recomendado é que você contrate até 110% da tabela FIPE. Assim em caso de indenização, você receberá o valor total referente ao mês, mais 10% não correndo o risco de receber um valor muito abaixo.

Entretanto, tais valores de contratação da tabela podem variar de acordo com a segurado, sendo necessário você pesquisar antes para ver qual empresa atende melhor às suas necessidades.

Outros fatores que devem ser levados em conta na hora da compra de um carro

A tabela FIPE é apenas um referencial de valores que lojistas e você pode usar para negociar na hora da compra de um carro.

Porém, há outros fatores que você deve analisar no momento da compra do seu automóvel, pois a tabela às vezes pode acabar não te ajudando.

Antes de mais nada você deve ter em mente a necessidade para a qual você vai utilizar o veículo, seja para uso pessoal ou comercial. Um carro é muito mais que um acessório, mas sim um instrumento de trabalho.

E como falamos você deve observar atentamente o estado de conservação que você deseja comprar, se o mesmo já passou por muitas alterações e são quais os elementos originais de fábrica que ele ainda possui e afins.

Quando mais original o carro, mais fiel os valores da tabela FIPE se encaixaram nele e isso também te ajudará na hora de revender o mesmo.

Deve-se ter sempre em mente que um carro é um investimento de alto valor, que sua compra não deve ser feita no impulso, mas sim sempre bem calculada e planejada.

Chubb Seguros: O que é a Chubb seguros? Conheça!

Imprevistos domésticos é a coisa mais simples de se acontecer, afinal toda casa esta suscetível a problemas elétricos e hidráticos que parecem surgir do nada.

chubb seguros

Tais problemas podem acontecer não somente na sua residência, mas também na sua empresa.

Contar com o apoio de uma seguradora de renome nestes casos é fundamental, não somente para resolver problemas pequenos, mas sim problemas maiores como furto ou danos caudados por arrombamentos.

A Chubb Seguros é uma boa para você que procura uma empresa de respeito para garantir segurança a você ou sua empresa.

Por este motivo, preparamos este texto para você conhecer um pouco mais sobre esta seguradora.

Sobre a empresa

A Chubb Seguros é uma das maiores seguradoras do pais que visa em ter uma postura de responsabilidade civil e capital aberto.

Presente em mais de 54 países fornecendo seguros tanto domestico quanto empresarias, garantindo seguros contra acidentes pessoais de vida e outra gama diversificada de serviços.

O principal diferencial da Chubb Seguros é a sua diversidade de serviços oferecidos atendendo as mais diversas necessidades.

A segura atende grandes, medias e pequenas empresas e pessoas que desejam proteger o seu patrimônio e assegurar a sua família em caso de acidentes fatais.

O foco da seguradora é se aproximar do seu cliente oferecendo um atendimento personalizado, pois cada pessoa possui seus medos e anseios no momento da contratação de um seguro.

A Chubb Seguros conta também com um serviço especializado em consultoria no gerenciamento de riscos de cargas, desde modo sua empresa saberá ao certo qual o risco eminente em transportar determinado item.

Serviços oferecidos

Como já citamos, o principais diferencial da Chubb Seguros é a sua ampla gama de serviços oferecidos.

Separamos os principais para você conhecer um pouco mais e ver se algum deles se encaixa de acordo com as suas necessidades.

 

  • Seguro Viagem Corporativo Chubb

 

O Seguro Viagem Corporativo Chubb conta com todas as vantagens que um seguro de viagem possui só que com alguns detalhes a mais.

Ele é voltado exclusivamente para empresas que necessitam que seus funcionários viagens constantemente, garantindo tranquilidade no percurso.

O seguro cobre desde perda a extravios de bagagens ate atendimento medica se for necessário. Com atendimento 24 horas em mais de cinco continentes a Chubb Seguros é a melhor opção para empresas com um perfil corporativo.

 

  • Seguros para cada ramo do mercado

 

Cada empresa possui uma necessidade diferente e isso não poderia ser diferente nos vários ramos de prestação de serviço disponíveis no mercado.

Dessa forma a Chubb Seguros oferece um atendimento diferente para cada tipo de empresa, seja ela do ramo de manufatura, exportação ou agrícola.

 

  • Seguro residencial

 

Fora os serviços para grandes empresas a Chubb Seguros conta com uma linha de produtos exclusiva para um público mais domestico.

O seguro residência, por exemplo, possui mais de 15 tipos de cobertura, além de ser penalizável de acordo com o seu tipo de moradia, seja ela casa ou apartamento.

 

  • Seguro pessoal e família

 

Assegurar o futuro da sua família em casa de imprevisto com a sua vida é fundamental, afinal não sabemos o dia de amanha.

Neste caso a Chubb Seguros conta com a linha de seguros pessoais e de acidentes que cobrem mais de 30 tipos de infortúnios e o mínimo de prejuízo em caso de sinistro na sua residência.

A segura considera a sua família o seu bem mais precioso e por este motivo entrega um serviço personalizado de acordo com a necessidade da sua família.

O seguro pessoal cobre acidentes pessoais, reembolsa gastos com internação hospitalar, auxilio medicamentos e possui ainda atendimento medico domiciliar em caso de invalidez.

No caso de desemprego involuntário, a Chubb Seguros acoberta se houver registro em carteira e também se o desligamento tiver acontecido em decorrência de acidentes. Na ocorrências de morte, a família do falecido recebera total apoio da seguradora e os valores cabíveis na apólice.

Um dos diferencias de serviços ofertados pela seguradora é a possibilidade de segurar dispositivos moveis como smartphones, tabletes e notebooks contra roubo ou danos materiais.

Escolha a Chubb Seguros para proteger a sua família

Agora que você já conhece todos os benefícios e vantagens que a Chubb Seguros tem a oferecer procure hoje mesmo um de seus consultores encontre um seguro personalizado de acordo com as suas necessidades.